Anterior

Mônica Marsal ( de 02 a 08 de novembro de 2019)

05/11/2019

Anterior

Próxima

Torneio de Taekwondo reuniu 40 atletas

05/11/2019

Próxima
05/11/2019 - 13:13
PTS se prepara para receber o maior evento sobre sensoriamento remoto do Hemisfério Sul
 Foto: Divulgação 

A partir deste domingo (10), o PTS (Parque Tecnológico de Sorocaba) será a sede do maior fórum sobre sensoriamento remoto do Hemisfério Sul: o Serfa 2019. O simpósio, que chega à nona edição, será organizado pelo Instituto de Estudos Avançados até o dia 14. As inscrições podem ser feitas pelo site https://www.serfa.com.br/ ou pelo e-mail serfa2019.ieav@gmail.com.

Representantes do governo, indústria, instituições de ensino, investidores e sociedade em geral são esperados para o evento, cujo tema será: “Espaço, Novos Mercados e uma Nova Era Espacial Brasileira”. “Vamos discutir a revolução global, que está sendo chamada de New Space”, afirma o presidente do Parque Tecnológico, Roberto Freitas. Por isso, grandes preletores internacionais estão confirmados no evento.

Ferramenta que influencia a cartografia, análise de recursos naturais, transportes, comunicações, energia e planejamento urbano e rural, o sensoriamento remoto é um conjunto de atividades que permite a obtenção de informações da superfície da Terra.

O coordenador geral do Serfa 2019, tenente-coronel aviador Rafael Lemos Paes, explicou que o simpósio tem como um dos propósitos mostrar que o sensoriamento remoto movimenta muitos recursos financeiros. “O Brasil é um dos maiores compradores de imagens orbitais do mundo, seja de satélite óptico ou satélite de radar”, comenta. “Este evento apresenta desafios, soluções e caminhos para a integração de todas as tecnologias envolvidas no sensoriamento remoto”, complementa. “Isso gera conhecimento, inovação, emprego e renda.”

Ele, que é doutor em sensoriamento remoto, disse ainda que o 9º Serfa tem caráter complementar a outros simpósios semelhantes realizados no Brasil e na América do Sul. Daí a importância da participação de estudantes, professores, coordenadores de área, empresários, empreendedores, representantes governamentais, quem cuida de agronegócio, plantação, vigilância, planejamento de tráfego, planejamento urbano, monitoramento ambiental, entre outros.

Conforme o tenente-coronel Paes, os dados orbitais podem ser empregados no ensino da geografia, história, tecnologia da informação, computação, matemática e outras. “Abrange muitas áreas de atuação e diversos perfis de profissionais.”

Pela primeira vez, o Serfa será realizado fora de São José dos Campos, interior de São Paulo. Sorocaba foi escolhida como sede desta edição graças ao empenho do Parque Tecnológico, revela o coordenador do simpósio. “Há o desejo do PTS de transformar a nossa região em um novo polo da área aeroespacial”, destaca Roberto Freitas.

Por isso, a realização do fórum será o primeiro passo na multiplicação do conhecimento sobre sensoriamento remoto. “Sorocaba já possui indústrias, universidades e um dinamismo muito interessante que pode e deve ser aproveitado para alavancar a prestação de serviços nesta área aeroespacial”, completa tenente-coronel Paes. “Quem ganham com isso é o Brasil.”

SERVIÇO

9º Serfa (Simpósio de Sensoriamento Remoto em Aplicações de Defesa)

Quando: 10 a 14 de novembro

Onde: Parque Tecnológico de Sorocaba – Avenida Itavuvu, 11.777, Jardim Santa Cecília

Inscrições: https://www.serfa.com.br/ ou pelo e-mail serfa2019.ieav@gmail.com

Informações: (15) 3316-2323

 

Fonte: Assessoria de Imprensa










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.