Anterior

Bica do Icatu

07/10/2019

Anterior

Próxima

Café da manhã na Apevo celebrou o Dia do Idoso

07/10/2019

Próxima
07/10/2019 - 14:38
Transmissões feitas pela TV Votorantim da Copinha proporcionam o crescimento da competição a nível nacional

A TV Votorantim (TVV) completa dez anos neste ano. Ao longo dessa trajetória, muitos programas, transmissões e coberturas marcaram a história da emissora. Para relembrar e homenagear a história e as pessoas que fizeram e fazem parte da TVV, a Gazeta de Votorantim está produzindo uma série de reportagens sobre esses programas, transmissões e coberturas.
 Foto: Arquivo TV Votorantim/ Marcos Ferreira/ Jorge Silva 

Transmissões da Copinha ao vivo pela TV Votorantim tiveram início em 2010

Ivana Santana

Valdinei Queiroz

 

O que deu o pontapé inicial nas coberturas esportivas da TVV foi a Copa Brasil de Futebol Sub-15, a Copinha, realizada todos os anos em Votorantim. “Eu comecei a colocar na cabeça do Werinton Kermes (diretor-presidente da TV Votorantim) que a transmissão ao vivo da Copinha daria mais audiência. Um dia ele foi lá e comprou um transmissor (link) para fazer ao vivo. Ele até brincou comigo que se não desse certo seria culpa minha. Mas deu certo, tanto que depois esse transmissor foi usado para diversas outras coisas e eventos”, disse o radialista e apresentador Kaká Martins.

Ainda segundo Kaká Martins, Kermes recebeu proposta para transmitir o futebol. E isso foi muito marcante: uma TV comunitária transmitir 31 jogos ao vivo, ininterruptamente, sem falhas sem cair transmissão, com repórter no campo, com um ou mais narradores. “A gente ainda buscava patrocínio para dar prêmios para os melhores jogadores das partidas. Inclusive, jogadores que hoje jogam em grandes times passaram por aqui e ganharam esses prêmios, como o Fabrício Oya, que hoje joga no São Bento, e o Vinícius Júnior, do Flamengo, que é estrela hoje do Real Madrid”, relatou Kaká.

As transmissões da Copinha também foram marcantes para o jornalista e radialista Adriano Barros Amaral, o Adriano Castor. Ele destaca que os anos em atuou na TVV foram essenciais para alavancar sua carreira profissional. “A experiência de cobrir as copinhas é indescritível. Cobrir times grandes, com jogadores de grande expressão que hoje nós vemos em mundiais é uma grande escola. Na TV Votorantim eu tive a chance de praticar, eu falo até hoje que eu usei a Copinha como um laboratório, para eu poder me realinhar dentro dos conceitos de transmissão de futebol, por que a cada ano que passou a TV Votorantim foi modernizando sua transmissão”, disse.

“Eu já cheguei a fazer transmissões nas quais eu era preso por um cabo de áudio no microfone de quase 100 metros que saia da mesa de som da área onde era transmitida a TV, e eu tinha que virar para determinado ponto do campo para achar a câmera onde estávamos filmando, pois só tínhamos duas câmeras. Na última vez que eu trabalhei para TVV na Copinha, por exemplo, nós tínhamos seis câmeras, microfones sem fio...”, contou Castor.

Castor também frisa que teve momentos marcantes durante as transmissões. “Uma das coisas que me marcou foi que durante uma copinha eu entrevistei o então goleiro do Flamengo, o Cristian, que infelizmente veio a falecer no incêndio no ninho do urubu. Na época ele perdeu o jogo, mas eu vi uma postura muito bacana e muito, profissional nele, que até chamou o treinador do Flamengo de pai, e aí eu percebi o nível de profissionalismo que aqueles jovens já estavam criando”, lembrou.

O jornalista, radialista e apresentador Gerson Garcia Júnior também participou das transmissões da Copinha, tendo narrado até quatro jogos em sequência na TVV. Ele destaca que a audiência era muito grande, e que os votorantinenses gostavam de acompanhar as transmissões. “Uma das coisas que mais me marcou na minha época na TV Votorantim foi quando eu estava indo embora para casa após uma transmissão que eu havia feito de um jogo, e no caminho de casa eu passei pelo terminal e vi muita gente parado olhando para a TV, acompanhando uma reprise que estava passando de um jogo. Eu cheguei perto para ver quem estava narrando e vi que era eu. E as pessoas estavam ali conversando e falando sobre o jogo. Eu achei muito bacana ver as pessoas vendo meu trabalho. Foi muito legal trabalhar na cidade que eu gosto e ver as pessoas da cidade gostando do meu trabalho”, comentou.

Com a grande audiência, logo veio o feedback da população. “Em determinado ano nós divulgamos o WhatsApp para as pessoas interagirem, ainda nem era tão famoso o WhatsApp na época, mas ‘bombava’ de mensagens, não dava nem para ler tudo. E eram mensagens de todo o Brasil e até de fora do país, pois muita gente acompanhava as transmissões pela internet. Já recebemos mensagens durante um jogo da Copinha dos integrantes da banda Aviões do Forró, que estavam em turnê pelo Brasil e estavam acompanhando as transmissões pelo site da TV Votorantim de dentro do ônibus. Aquilo tudo me deu uma dimensão do que eu estava fazendo e de onde meu trabalho estava chegando”, relatou Gerson.

 

Organizadores

O atual secretário de Desporto Raul Bueno informa que toda mídia é importante em uma competição de âmbito nacional e de grande visibilidade como a Copa Votorantim de Futebol Infantil. Esta é uma das três melhores competições na categoria sub-15 do país. “Lembrando que estive à frente da competição em 2017, a qual foi classificada como a melhor em organização e nível técnico das 22 realizadas na época. A edição de 2019, foi mais simples com contexto organizacional, mas com grande dificuldade em razão dos problemas que encontramos ao assumir a secretaria, principalmente de credibilidade da pasta perante aos clubes. Todos os jogos são importantes, para nós da organização, pois cada partida é um espetáculo diferente e uma atenção de todos ao entorno, para que tudo saia perfeito. Pois são atletas que já tem grande valor de mercado no futebol”, comentou

Já o vereador Luciano da Silva (DEM), que assumiu a pasta de Desporto em 2017, teve o papel de iniciar os preparativos para a organização do maior evento de futebol masculino da categoria sub-15, competição esta de grande importância para nossa cidade, proporcionando aos atletas dos projetos sociais de futebol do município a oportunidade de serem vistos por profissionais de grandes times do País e, até mesmo, do exterior. “Sendo assim, a 23ª Copa Votorantim de Futebol Sub-15 foi uma grande vitrine para nossos atletas, na qual, 8 deles foram convidados para testes, em times como: Flamengo, Cruzeiro, Palmeiras, Atlético-MG e Figueirense.”

Segundo Luciano da Silva, a secretaria de Desporto ficou responsável por toda organização e contou com o apoio das demais secretarias da atual gestão. Enfatizando que, conforme relatos da Polícia Militar e Bombeiros, para realização do evento, “esta gestão foi a primeira a entregar todos os requisitos obrigatórios das normas de segurança, obtendo assim em tempo hábil o alvará de funcionamento, na qual nos deixou muito lisonjeados”.

“Para os que não puderam comparecer no estádio, as partidas foram transmitidas ao vivo pela TV Votorantim, agradando não somente aos munícipes, como também, os familiares e torcedores de outros estados, podendo assim, acompanhar a competição”, disse o vereador da Câmara Municipal de Votorantim.

Enquanto o ex-vereador e empresário Antônio dos Santos, o Toninho, que foi secretário de Esportes de 2010 a 2012, disse que foi uma honra de organizar a Copinha em Votorantim, pois se trata de uma competição que é referência no sub-15 do Brasil. “Vários atletas, com futuro promissor, passaram pela Copinha, fazendo grandes partidas e agitando a plateia com dribles, arrancadas, chutes a gol e defesas incríveis dos goleiros. Realmente foi um orgulho de fazer parte desta história”, comentou Toninho.

Sobre a TV Votorantim, Toninho relembra que praticamente viu o início emissora votorantinense transmitindo as partidas da Copinha. “Como grandes clubes participaram da competição, como São Paulo, Corinthians, Flamengo, entre outros, olheiros, profissionais do futebol e amantes de futebol tiveram e ainda têm a oportunidade de acompanhar todas as partidas no conforto da sua casa. 

É outro diferencial que Votorantim proporciona para aqueles que são apaixonados por futebol”, concluiu Toninho.

Durante as transmissões, familiares de atletas de todo o País entraram em contato com a emissora para mandar recados para os jogadores e torcidas. Não foram poucos os relatos de mães, pais, avós, tios, etc, que demonstravam emoção por poder ver o jogador pela televisão, já como profissional, indicando a realização de um sonho.

 

Reportagem publicada na página 7, da edição nº337 da Gazeta de Votorantim, de 05 a 11 de outubro de 2019










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.