Anterior

Projeto de proibição dos canudos plásticos no município será votado nesta quinta-feira

10/07/2019

Anterior

Próxima

Cursos de elétrica residencial e metrologia são oferecidos para desempregados

11/07/2019

Próxima
11/07/2019 - 10:47
Iniciado o terceiro mapeamento larvário do ano
 Foto: Divulgação 

A Secretaria de Saúde de Votorantim (Sesa), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde, iniciou nesta quarta-feira (10) a terceira Avaliação de Densidade Larvária (ADL) do Aedes aegypti de 2019. Durante o mês de julho, serão visitados cerca de 600 imóveis em 120 quarteirões da cidade, conforme determina a Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), órgão ligado à Secretaria de Estado da Saúde.

Embora o número da ADL realizada em abril tenha sido menor que a de janeiro, o secretário de Saúde, Júnior Silveira, ressaltou que a população deve continuar atenta aos criadouros do mosquito. “O último resultado deu 3,87, ou seja, o município está em situação de alerta”, explicou. Em janeiro, a avaliação deu 5,39, apontando para risco de epidemia.

Nesta quarta-feira, os agentes percorreram os bairros Vossoroca, Parque Bela Vista. Conforme explica a coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses, Kátia Regina de Oliveira, as coletas devem durar, no máximo, duas semanas, caso não chova. “A ADL consiste em uma amostragem de todo o município. Então vamos percorrer a cidade pra termos uma ideia de onde está ocorrendo maior infestação do mosquito”, contou.

Os agentes que visitam as casas estão identificados e com crachás, fazendo a coleta das possíveis larvas presentes no local, além de já retirarem os criadouros do espaço.

A ADL complementa as ações que já são desenvolvidas pela Secretaria de Saúde, nas quais os agentes percorrem diariamente as residências atrás de possíveis criadouros, onde possa ser encontrada água parada em baldes, pneus, panelas, garrafas, copos plásticos, entre outros.

Além disso, o Centro de Controle de Zoonoses realiza visitas constantes aos Pontos Estratégicos (PE) da cidade, que são as borracharias, oficinas mecânicas, funilarias, galpões de materiais recicláveis, bem como nos Imóveis Especiais (IE), que são espaços com grande circulação de pessoas, a exemplo do terminal de ônibus, unidades de saúde e supermercados.

 

 

Fonte: Secom Votorantim 










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.