Anterior

Confira dicas para evitar manchas na pele no verão

06/01/2019

Anterior

Próxima

Dupla furta kit de perfumaria e é pega em flagrante

07/01/2019

Próxima
07/01/2019 - 18:37
Servidores públicos protestam na prefeitura por causa de atraso no vale-alimentação e férias

Além disso, saldo remanescente do vale teria sido retirado
 Foto: Ivana Santana 

A manifestação se deu porque estão havendo atrasos nos pagamentos do vale-alimentação e das férias

Ivana Santana

 

Servidores públicos municipais de Votorantim fizeram um protesto na tarde desta segunda-feira (07) em frente ao Paço municipal.

A manifestação se deu porque estão havendo atrasos nos pagamentos do vale-alimentação e das férias. Além disso, eles ainda alegam que o saldo remanescente, que muitos servidores possuíam no ticket, foi retirado sem aviso. “O ticket sempre carrega dia cinco. Esse já vem com dois meses de atraso. Mês passado atrasou, mas pagaram. Este mês será carregado só no dia 10. Eles afirmaram que não têm dinheiro. O prefeito disse que está tomando medidas para cortar os gastos, para economizar dinheiro da prefeitura. Então, onde está esse dinheiro?”, questiona o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Silvio Cavalheiro.

O protesto, que foi organizado pelos próprios servidores e sem auxílio do Sindicato (que esteve presente apenas como convidado), durou mais de uma hora. Os manifestantes gritaram palavras de ordem e de descontentamento em frente à prefeitura. Depois, eles entraram no prédio municipal, onde permaneceram por alguns minutos e pediram a saída do prefeito, com gritos de “fora Fernando”. A Guarda Civil Municipal acompanhou toda a movimentação, mas não interferiu. Os manifestantes então se dirigiram até o gabinete do prefeito, pedindo que ele saísse, mas ninguém os recebeu e os guardas evitaram que os manifestantes entrassem no local. Após algum tempo, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros chegaram ao local, mas os manifestantes já haviam saído e retornado para a calçada na frente da prefeitura.

Atraso comprometeu a vida dos servidores

Segundo o vigia Edson Moura, de 53 anos, que trabalha como servidor público há 22 anos, os trabalhadores estavam nervosos com a situação. “O pessoal está chateado, preocupado com isso. A gente reconhece que a crise existe, mas outros prefeitos já passaram por isso e não precisaram fazer esse tipo de coisa com os servidores. No nosso ponto de vista, é uma questão de administração. Eu acho que o prefeito está perdido na administração, não está conseguindo administrar. E a tendência é piorar diante dessa incompetência dele”, analisa.

“Por enquanto nosso protesto é pacífico. Há um boato que vai ser depositado o ticket até dia 10. Estamos aguardando para ver. Eu estou confiando na palavra do prefeito. Não me resta por enquanto outra alternativa. Mas se continuar assim, os servidores também vão mudar a estratégia. Vamos ter uma conversa com o sindicato sobre”, afirma Edson.

Segundo o professor Oscar Lopes Lazzarini, de 48 anos, que trabalha como servidor há oito anos, o atraso no pagamento e a retirada do saldo remanescente pegaram os trabalhadores de surpresa. “Fomos avisados na véspera do dia cinco, data em que recebemos normalmente, que iria atrasar. Eu falo por mim e pelos meus colegas, tem gente que foi no supermercado fazer as compras, e simplesmente na hora de passar no caixa não tinha saldo algum no ticket. Imagina o desconforto que isso é para o trabalhador?”, destaca. E, segundo Oscar, o saldo remanescente foi retirado por problemas de pagamento da prefeitura, não tendo nada a ver com a empresa responsável pelo ticket: “vimos aqui na prefeitura na sexta-feira (04) e questionamos o setor de Recursos Humanos que nos afirmou, e o assessor do vice-prefeito também nos confirmou, que a empresa recolheu saldo remanescente por falta de pagamento da prefeitura”.

Agora, com a rotina alterada por conta do atraso no vale-alimentação, os servidores estão apreensivos. “Hoje por exemplo, eu estaria fazendo a minha compra do mês. E já não vou conseguir fazer. Vou ter que esperar para ver o que vai acontecer”, desabafa Edson.

“Eu tive que adiar tudo que eu tinha agendado, inclusive viagem e planos com meus netos. Estou de férias, e mal estou conseguindo aproveitar. Ao invés de descansar, estou aqui em plena segunda-feira de férias protestando na frente da prefeitura. Eles alegaram que o atraso se deu por conta da crise. Eu tenho crise na minha casa também e não afeta ninguém mais por isso”, destaca a professora Risolandia Maria de Oliveira, de 62 anos, que trabalha como servidora há 18 anos.

Durante o protesto, nenhum representante da Prefeitura de Votorantim se manifestou ou recebeu os manifestantes. Posteriormente, em nota, a Prefeitura de Votorantim, por meio da Secretaria de Negócios Jurídicos (SENJ), informou que “notificou a empresa que operacionaliza o sistema do vale-alimentação a promover o imediato e integral restabelecimento dos créditos suprimidos dos cartões magnéticos dos servidores públicos municipais. De acordo com a SENJ, o atraso de alguns dias no pagamento da fatura não autorizava a supressão dos créditos já disponibilizados nos cartões. A SENJ informa ainda que já está tomando as providências legais para compelir a empresa a cumprir com as suas obrigações contratuais, sob pena de ser responsabilizada contratualmente”. 

A nota ainda diz que o ticket deve ser normalizado a partir do dia 10. “A Prefeitura reitera mais uma vez, por meio da Secretaria de Finanças, que o uso do Vale-Alimentação dos servidores municipais deverá ser normalizado a partir da próxima quinta-feira (10). A situação foi motivada pelos reflexos da crise econômica nos últimos meses do ano passado e, portanto, todos os pagamentos de fornecedores estão sendo feitos respeitando-se a ordem cronológica, de acordo com o que prevê a legislação. Tais reflexos também foram sentidos em relação a alguns dias das férias de janeiro, com comunicação prévia aos servidores”, afirma a Prefeitura.



Veja mais fotos:

  1. Protesto aconteceu na tarde desta segunda-feira (07). Foto: Ivana Santana

  2. Protesto aconteceu na tarde desta segunda-feira (07). Foto: Ivana Santana
  3. Protesto aconteceu na tarde desta segunda-feira (07). Foto: Ivana Santana

  4. Protesto aconteceu na tarde desta segunda-feira (07). Foto: Ivana Santana
  5. Protesto aconteceu na tarde desta segunda-feira (07). Foto: Ivana Santana

  6. Protesto aconteceu na tarde desta segunda-feira (07). Foto: Ivana Santana
  7. Protesto aconteceu na tarde desta segunda-feira (07). Foto: Ivana Santana

  8. Protesto aconteceu na tarde desta segunda-feira (07). Foto: Ivana Santana
  9. Servidora Risolandia. Foto: Ivana Santana

  10. Servidora Risolandia. Foto: Ivana Santana
  11. Servidor Oscar. Foto: Ivana Santana

  12. Servidor Oscar. Foto: Ivana Santana
  13. Servidor Edson. Foto: Ivana Santana

  14. Servidor Edson. Foto: Ivana Santana







Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.