Anterior

Iniciada segunda etapa do recapeamento da Av. São João

11/06/2018

Anterior

Próxima

Câmara sedia solenidade sobre o combate a violência contra a pessoa idosa

11/06/2018

Próxima
11/06/2018 - 15:58
Um a cada seis idosos é vítima de violência
 Foto: Imagem Ilustrativa 

Violência contra o idoso começa em casa

No dia 15 de junho é celebrado o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), um a cada seis idosos é vítima de algum tipo de violência em todo o mundo. O estudo aponta que 16% das pessoas com mais de 60 anos sofrem algum tipo de abuso e, entre os casos mais comuns, estão negligência e violência psicológica, física e sexual.
Foram coletadas informações de 28 países e a pesquisa indica que a violência contra o idoso está aumentando. A OMS afirma que, “para os 141 milhões de pessoas idosas no mundo que sofrem com o problema, isso tem um custo individual e coletivo sério”.
Para conscientizar a população sobre o tema, foi instituído, em 2006, o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A celebração foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa.
Somente no Brasil existem mais de 26 milhões de pessoas acima de 60 anos. O IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística estimula que essa parcela da população irá dobrar, chegando aos 37 milhões em 2027.

Votorantim

Na região de Votorantim, mais de cem casos de maus-tratos, negligências e abusos cometidos contra pessoas idosas foram registrados em 2017, o que corresponde a, aproximadamente, 10 casos por mês. No Brasil, foram registradas mais de 32 mil denúncias de violência.
A Associação dos Aposentados e Pensionistas de Votorantim (Apevo) apoia a causa. A vítima ou a pessoa que conhece um idoso que sofre algum tipo de violência, pode ligar para o número 100 - o canal da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos responsável pelo recebimento de denúncias de violações de direitos. Em 2017, foram mais de 33 mil denúncias contra a pessoa idosa, sendo que a maior parte dessas violações acontece dentro da casa das vítimas, cometida por filhos, netos ou outros familiares. (Fonte: Apevo).

 

 

 

Reportagem publicada na edição n°271 de 09 a 15 de junho de 2018 da Gazeta de Votorantim, página 08.

 










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.