Anterior

Necrologia (28 de setembro a 05 de outubro de 2017)

09/10/2017

Anterior

Próxima

Você Repórter Edição 239

09/10/2017

Próxima
09/10/2017 - 13:57
Moradores do Fornazari esperam melhorias após limpeza de tubulações
 Foto: Jorge Silva 

Segundo o secretário Pedro Nunes, cerca de 500 metros de tubulação foram limpos

Vanessa Corrêa
(programa de estágio)


Quase nove meses após os últimos alagamentos que destruíram mantimentos, roupas, móveis, eletroeletrônicos e causaram pânico nas famílias votorantinenses habitantes do bairro Fornazari, foi anunciada nesta semana a conclusão das obras de desobstrução das galerias pluviais, que estavam tomadas por uma enorme quantia de terra, pedra, galhos, lixo e materiais recicláveis.

“Os moradores podem ficar tranquilos que o que aconteceu aqui neste ano não vai acontecer mais”, essa é a promessa de Pedro Nunes Filho, secretário da pasta de Serviços Públicos (SESP) da Prefeitura Municipal de Votorantim, responsável pela limpeza dos detritos, o que era segundo ele, o que causava os alagamentos de residências e comércios, principalmente os localizados na rua Maximina Leme. “Como não tinha vasão, a água passava por cima das tubulações e invadia as propriedades, esse problema vem sendo ignorado há anos”, pontuou o secretário.

O aposentado José Júlio da Silva, 82 anos, comentou entusiasmado que espera que sua casa não seja mais invadida pela água da chuva. “Em janeiro aconteceu uma das piores enchentes que já presenciei, acredito que isso não vai mais acontecer depois das obras”. Já João Aparecido Silva, 50 anos, disse que somente quando as chuvas chegarem os moradores ficarão mais tranquilos. “Em janeiro veremos o resultado”, disse.

Ainda segundo o secretário Pedro Nunes, cerca de 500 metros de tubulação foram limpos por funcionários da SESP, demanda que está sendo desempenhada desde meados do mês de março. “Os serviços executados abrangem as desobstruções de cinco linhas de 80 cm de diâmetro, o que dá mais de 200 metros de comprimento, e outras três com 1,5 m, somando mais de 100 metros”, disse Pedro Nunes destacando que para a conclusão da limpeza faltam alguns detalhes como tampas e caixas de contenção.

Além disso, a SESP fez uma caixa de contenção na parte de cima da rede de galeria do bairro, próximo a um barranco da onde descem pedras, madeira, terra e também a limpeza dos bueiros das localidades. (Supervisão: Luciana Lopez)

 

Texto publicado na página 07 da edição 239 da Gazeta de Votorantim de 07 a 13 de outubro de 2017










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.