Anterior

Administração do Cemitério em novo endereço

15/04/2017

Anterior

Próxima

Vendas de ingressos para a Festa Junina terão início na terça-feira

15/04/2017

Próxima
15/04/2017 - 00:35
Pista de caminhada abandonada vira depósito irregular de entulho
 Foto: Vanessa Corrêa 

Pessoas precisam caminhar no meio da rua

Vanessa Corrêa 

(programa de estágio)

O abandono do projeto de construção de uma pista de caminhada que abrange toda extensão da Avenida Antônio Lopes dos Santos, nas imediações do Parque Santos Dumont até o Parque Jataí, tem causado reclamações de moradores e pessoas que transitam e utilizam o espaço.

A obra que não foi terminada agrava a situação do local que já é conhecido como depósito irregular de materiais pelos moradores dos bairros adjacentes. Além dos munícipes que usam a avenida para prática de caminhadas e corridas, o local possui grande movimentação de veículos e pessoas que praticam aulas de baliza e direção de automóveis nos períodos da manhã, tarde e noite.  

Segundo Pedro Silva, 50 anos, operador de produção, morador do bairro Santos Dumont há aproximadamente 30 anos, é comum o flagrante de pessoas jogando lixo no local e, para ele, o espaço que está abandonado e a obra parada agravam o problema. “É lamentável a atitude das pessoas, mas por conta do abandono da construção da calçada, os munícipes se sentem na razão de jogar lixo numa área já ocupada por matos e entulhos”, disse.

Lixos orgânicos, entulhos, brinquedos, livros, pedaços de eletroeletrônicos, animais mortos, entre outros materiais formam uma poluição ambiental e visual e são responsáveis pelo acúmulo de água das chuvas, além de atrair animais peçonhentos para as moradias próximas do problema.

Os próprios moradores da avenida fazem a limpeza na parte finalizada da pista e que está localizada em frente às residências recebe a manutenção da população. Foram colocados bancos e balanços, e, plantadas flores e árvores de frutos no espaço. 

Antônio Carlos, 40 anos, metalúrgico, morador do bairro há 20 anos, é um dos responsáveis pela limpeza do espaço. “Nós nos revezamos e limpamos aqui em frente às nossas casas, mas, é um absurdo esse abandono, essa pista é muito movimentada, precisava ser finalizada”, explicou o morador relatando o número de habitantes que transitam pela calçada inacabada e que precisam passar pela rua nos locais ocupados pelo mato e lixo depositado. 

A Secretaria de Serviços Públicos (Sesp) da Prefeitura Municipal de Votorantim informou que a limpeza da área está na programação das vias que receberão manutenção da pasta. Quanto à calçada, a Secretaria de Obras e Urbanismo (Sourb) informou que há projeto para a realização e continuação da obra, porém, as ações dependem da liberação de recursos financeiros. (Supervisão: Luciana Lopez)

 

Reportagem publicada na página 07 da edição 214 da Gazeta de Votorantim de 14 a 20 de abril de 2017










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.