Anterior

Bazar Beneficente da Comas recebe mais de mil pessoas em dois dias

14/04/2017

Anterior

Próxima

Sebrae Móvel realizará atendimento gratuito em Votorantim

14/04/2017

Próxima
14/04/2017 - 23:43
OAB Sorocaba promove debate sobre Alienação Parental
 Foto: Divulgação 

Através da Comissão de Direitos Infantojuvenis, presidida pela advogada Maria Elisa Rosa, a OAB Sorocaba promove, no próximo dia 25 de abril, às 19 horas, na Casa da Advocacia e Cidadania, o Cine Debate com a exibição do documentário “A Morte Inventada”. O projeto, que utiliza recursos de imagem, tem o objetivo de abordar temas específicos alinhando a temática jurídica com o entretenimento. Após isso, um debate será discutido com os temas Lei da Guarda Compartilhada; Lei da Alienação Parental e Aspectos Psicológicos da Alienação parental, com a participação da advogada Juliana de Medeiros, da psicóloga Raquel Pires, além da própria Maria Elisa.

“Esse primeiro Cine Debate terá a alienação parental como tem central; assunto que está diretamente ligado à psicologia e por isso convidamos uma representante da CRP (Conselho Regional de Psicologia de Sorocaba) para participar da discussão. Resolvi abordar esse tema porque ele deixou de ser um problema recente e tem sido cada vez mais reconhecido entre os profissionais dos meios jurídicos e psicossociais; além de muito recorrente em consultórios de psicologia e em disputas judiciais”, explica Maria Elisa.

Segunda Maria Elisa, a alienação parental se caracteriza quando um genitor tenta destruir a relação do filho com o outro por meio da interferência psicológica, fazendo com que a criança passe a odiar o outro. “A alienação parental é a prática, pelo pai ou pela mãe, de atos que desqualificam ou até caluniam o genitor que não convive com a criança com o objetivo de prejudicar o estabelecimento ou manutenção de vínculos com o genitor alienado. Ela acontece, geralmente, durante o processo de separação conjugal e continua mesmo após a separação, como forma de vingança do ex-companheiro. O tema está presente no dia a dia das pessoas, estima-se que, no Brasil, milhões de crianças e adolescentes passem por situação semelhante após a separação dos pais”.

Além de levantar leis importantes acerca do tema durante o debate, o relato de um caso real de alienação parental fará com que os presentes tenham uma melhor noção a respeito do problema e de que forma ele se desenrola.  “Contaremos com o depoimento pessoal da senhora Maria José Torres e do senhor Osmar Torres, avôs que por uma decisão da Justiça, deixaram de ser logo após a morte física do filho, por conta de um desentendimento com a mãe da criança. Esse caso é um exemplo de alienação parental levada ao extremo e por ter acontecido na região, em Votorantim, ele vai contribuir para ilustrar a discussão, ainda mais por ter sido algo tão comovente”, finaliza Maria Elisa.

SERVIÇO

O Cine Debate é um projeto aberto ao público em geral e gratuito, mas quem quiser, pode contribuir com a instituições que trabalham com crianças e adolescentes doando um litro de leite na entrada do evento.

A Casa da Advocacia e Cidadania fica na Avenida Três de Março, 495, no bairro Alto da Boa Vista. Para mais informações, entre em contato pelo telefone (15) 3218-1825.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa










Deixe seu comentário



Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.